segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Quando surgem os primeiros raios de sol na movimentada Lagarto, seus moradores cumprem um ritual. Entre bocejos, ainda em suas camas, ou ao pé do fogão ligam os seus rádios, uns à pilha, outros com maior sofisticação. Ao som da viola, canções sertanejas ou aos cochichos, modas e fofocas do cotidiano lagartense. Esporte, novelas, a casa que foi roubada, a briga de casal que acordou a vizinhança, o carro fumacê, os fogos de artifício ao romper da madrugada. Tudo em um curto espaço de tempo, do entardecer ao amanhecer do dia seguinte. Às 6 da manhã já é hora dos programas jornalísticos, a agitação política está em primeiro lugar. É um puxa daqui, puxa dali, informações opostas e um dilema: acreditar em quem?  Os ouvintes vão aceitando as que mais lhes convém.

Pesquisar

Carregando...

Quem sou eu

Minha foto
Renato Araujo Chagas, graduando em História pela Universidade Federal de Sergipe.

Leitores Online

online

Total de visualizações