quarta-feira, 8 de julho de 2015


Imagem: Irmã Eliedilma

Um caldeirão cultural, podemos assim chamar a mistura de ritmos, danças, crenças, costumes, manifestações do povo brasileiro, sejam elas tidas como profanas ou sagradas, de cunho elitista ou popular. Dentre as manifestações de caráter popular com o envolvimento de uma religiosidade marcante, se encontra os festejos juninos. Festividade que toma proporções maiúsculas em territórios nordestinos. Logo, Sergipe não se abstêm dessa tradição, carregando consigo o velho e carinhoso jargão: “Sergipe é o País do Forró”.  Apoiado na importância desses saberes populares, é que podemos presenciar em nossos torrões, reservas da cultura popular, presenciadas em simples manifestações, mas que carregam a formação do povo e através dela é que se pode perceber a mais nítida expressão de amor a sua terra.

Foi nesse cenário arraigado de tradições, que pelos idos de 1947 surgia em terras lagartenses o Colégio das Freiras como é popularmente conhecido, uma instituição erguida e estruturada em pilares que foram consolidados ao longo de sua história: educação de qualidade, propagação de valores e respeito a cultura regional. Deste modo, entendendo que um “povo sem cultura é um povo sem memória e consequentemente sem história”, o Colégio Nossa Senhora da Piedade, busca ano a ano uma interação do seu ensino com as tradições, manifestações e a identidade de nossa gente.

Pesquisar

Carregando...

Quem sou eu

Minha foto
Renato Araujo Chagas, graduando em História pela Universidade Federal de Sergipe.

Leitores Online

online

Total de visualizações